Os profissionais de administração têm mais um motivo para se registrar no Sistema CFA/CRAs, colocar sua mensalidade em dia e manter-se registrado. Em outubro, o Conselho Federal de Administração (CFA) fechou convênio com o Conselho Regional de administração do Ceará (CRA-CE) e, juntos, vão disponibilizar a outros regionais do Brasil a ferramenta de emissão da ‘Carteira de Identificação Profissional’, digital (e-CIP).

O CRA-CE desenvolveu a tecnologia que possibilita transformar, hoje, a CIP tradicional em “app” para smartphones. Já o CFA será a autoridade autenticadora, em razão de possuir banco de dados com todos os registrados do Sistema CFA/CRAs e conseguir atestar a veracidade do documento. a CIP (carteira física) vai continuar existindo. Também ressalta que o documento físico, e agora o digital, têm valor legal — semelhante ao RG (carteira de identidade) — e que é um diferencial em termos de credibilidade no mercado.

Na prática, toda vez que o profissional da administração for identificar-se, para qualquer fim, ele poderá utilizar a CIP ou a e-CIP. A versão eletrônica tem a vantagem de ter sua autenticidade checada na hora, pois traz QR Code que permite checar junto aos servidores do CFA se o documento é original. A ferramenta já está em funcionamento nos CRAs do Ceará, Acre, Amazonas, Tocantins, Rio Grande do Norte e Mato Grosso. Ele também adiantou que a e-CIP está em fase de implantação no Amapá, Pará, Bahia e Distrito Federal.